Jonas Esteves_

Jonas Esteves | Brasil

Programador e hacker autodidata, procura desvirtuar a tecnologia a fim de lhe empregar uma outra funcionalidade, fugindo do atual aceleracionismo dos dispositivos que nos circundam. Tal experiência não estabelece apenas um outro olhar sobre os dispositivos, se amplia à medida que suas reflexões estabelecem também um outro olhar sobre o ambiente em que vivemos, seja na cidade ou no campo, esse último se estabelecendo como ambiente de sua pesquisa onde através de próteses procura por amplificar os sentidos ou ampliar o corpo. Acredita que seu trabalho se faz a partir da relação afetiva, seja no desenho, desmontando objetos a fim de saber como funcionam ou com o correr do tempo.

site

Maquina Sensível | 2018-2020 | Wearable

Máquina sensível é um projeto que se propõe a repensar o uso da tecnologia junto ao corpo refletindo sobre outros modos de fruição em diferentes paisagens (pensando no contexto urbano e na natureza) através de dispositivos vestíveis, wearables. O projeto neste momento conta com duas obras, X-plorer Mochila de auxílio ao explorador e a obra Parasite Vírus. A X-plorer consiste em um vestível que busca junto ao corpo expandir o nosso campo de percepção. Para isso, o vestível conta com sensores de qualidade do ar, temperatura, umidade, pressão do ar, altitude que a partir da coleta de dados reverbera no corpo as variações resultantes desses sensores através de motores de vibração, luz e efeitos sonoros. A Parasite Vírus consiste em um dispositivo que leva um Vírus fictício que ao ser acoplado ao corpo passa a se utilizar de dados do seu usuário para a sua sobrevivência, e para o seu desenvolvimento se utiliza dos curtires de uma rede social. No projeto Máquina Sensível as X-plorer e Parasite Vírus passam a funcionar em integralidade, proporcionando uma experiência no corpo do usuário. Para saber mais sobre o projeto acesse: http://maquinasensivel.art.br/