Ricardx Nolascx_

Ricardo Nolasco | Brasil.

 

Ricardo Nolasco é cabaré, performer, diretor, tarotista, escritor, roteirista, poeta de presença, situacionista, professor de artes performativas e performativas e flâneur. Graduado em Artes Cênicas pela UNESPAR / FAP, está fazendo mestrado na UNIRIO com a pesquisa Cabareturgia: como você se inscreve no cabaré? Cofundador da Ações Artísticas Selvática (Curitiba / PR) e da ULC (Universidade Livre do Charlatanismo). Juntamente com outros artistas, organiza o programa cultural da Casa Selvática, onde desenvolve a prática contínua do Cabaré Reinventando. Em sua obra, destaca-se uma arte de fronteira com referência ao teatro da variedade, a transubstanciação de obras clássicas e a ocupação de espaços públicos. Arte e vida à beira da destruição, da destruição.

 

América? Sem soja América. | 2020.

Voz de Montserrat Angeles Peralta e Clara Cuevas escrita e organizada por Montserrat Angeles Peralta Clara Cuevas Ricardo Nolasco Gabriel Machado e Thania Paulinni durante a residência La Reinvención del Cabaret - 17º Festival Internacional de Cabaret - 2019.


 

Momo: Para Gilda com Ardour (ritos / rotas de quarentena) | 2020.

Esta é uma palavra morta, nascida para se decompor. É um veneno letal produzido por colônias de microrganismos incansáveis sem líder ou chefe. Metamorfose e não alegoria. Pó. É uma palavra que não cola, não se conjuga. Grunhido. Gemidos. Snores. Uivo. Ele resmunga. Isso corrói. Violência primitiva. Ele traz em sua pronúncia o amor para toda a destruição. Facto. É uma palavra traída e traiçoeira. Tradução. Verbo insuportável, monstruoso, inaudível. Choque sísmico. Palavra de terror. Infrutífero. Odeio tradição, toda a crise de representação. agir e

não suportar. Explosão.  

Editando materiais do tarô na rota do processo "Momo: para Gilda com ardor".

Atuação: Ricardo Nolasco

Áudio: Jo Mistinguett

Vídeos: Alan Raffo, Gabriel Machado, Gabriel Comicholi, Luciano Faccini e Thiago Berreza Benites.

Vozes: Leonarda Glück, Luana Raiter, Má Ribeiro, Sarah Guerreira, Stefano Belo e Ricardo Nolasco.

Agradecimentos: Curitiba Mostra - Espaço Cênico.